Estimule a inteligência do seu bebê

Pesquisas dos últimos anos vêm revelando que os bebês, esses pequenos seres que julgamos tão ingênuos e incapazes, são praticamente máquinas de aprendizado. A mente do bebê é extremamente sofisticada e a absorção de conhecimento começa nos primeiros dias após o nascimento. Antes disso, durante a gestação, seus órgãos estão sendo formados para que estejam aptos a aprender, aprender e aprender, numa velocidade incrível. E os pais têm papel fundamental na qualidade e na aceleração dos conteúdos que seus filhotes estão absorvendo.

Veja a seguir o que fazer para ajudar seu bebê a desenvolver da melhor forma a inteligência.

Janelas abertas

bebêAs maiores transformações no cérebro de um ser humano acontecem nos primeiros seis anos e são determinantes por toda a vida. Nessa época inicial, os cientistas dizem que são abertas “janelas de oportunidades”, como é chamado esse período especial para o aprendizado de muitas habilidades. Oferecer o máximo de estímulos é essencial para que a criança aprenda mais sobre o mundo. Entretanto, um engano muito comum entre os pais é achar que aprender coisas novas, como letras, cores ou números muito cedo é melhor. Não, não! Tudo tem o seu tempo certo e sobrecarregar a criança com elementos que ela ainda não é capaz de absorver, só a fará mal. Como na natureza, o pequeno morador deste mundo tem suas fases e o tempo certo para florescer.

Viver é o melhor aprendizado

bebêEstimular a inteligência infantil não significa martelar matemática na cabecinha da criança. Do nascimento até os sete anos, o pensamento não é concreto, então de nada adianta querer que seja lógico. Mostrar vários cubos, por exemplo, dará a noção de quantidade. Aprender se faz brincando. Nessa fase, viver é, sem dúvida, o melhor aprendizado. Portanto, o que os pais podem fazer de mais efetivo é mostrar o mundo a seus filhos e deixarem-nos serem crianças, explorando, brincando, experimentando, correndo, pulando, gritando, se sujando e até sofrendo pequenos machucados. É assim que as sinapses (as ligações entre os neurônios no cérebro) vão sendo feitas na cabecinha em formação. Vale lembrar que o sistema nervoso ainda está em processo de acabamento, por isso deixar a criança livre, simplesmente vivendo, é o melhor para sua inteligência.

Conviver para aprender

bebêÉ comprovado: os pequenos aprendem melhor quando estão em contato com outras pessoas. Estudos clássicos mostraram há anos que ratos que convivem em grupo se desenvolvem melhor se comparados àqueles que vivem isolados. Crianças funcionam da mesma forma. O contato interpessoal, seja com adultos ou outras crianças, faz com que elas se socializem e aprendam a se comportar no mundo, por meio da repetição e da imitação. Por isso, estar presente o máximo de tempo com seu filho e dividir com ele algumas atividades é fundamental para que ele aprenda mais. Deixá-lo interagir com crianças da mesma idade também acelera o processo de vários sentidos, como a fala e a locomoção.

Tags:

Ficaremos felizes com seu comentário

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.